change language
sei in: home - rassegna stampa newslettercontattilink

Sostieni la Comunità

  
26 Novembre 2010

Benvinda Levi deplora duplos registos:

Assinado acordo com a Comunidade de Sant’Egídio

 
versione stampabile
A ministra da Justiça, Benvinda Levi, está preocupada com as situações de duplos registos de crianças originadas por vários motivos no sistema nacional de registo civil, como o caso da recuperação de documentos de identificação. Levi entende que os duplos registos de crianças abrem espaço para a ocorrência de várias violações dos direitos das crianças.
 
Falando à imprensa após a assinatura de um memorando de entendimento com a Comunidade de Sant’Egidio, esta semana, em Maputo, com vista à implementação do Programa BRAVO, a ministra Benvinda Levi destacou que o registo civil é indispensável, pois, não sendo efectuado, coloca a criança numa situação de vulnerabilidade.
            Mesmo assim, há que ter em conta, segundo a ministra, que o duplo registo também remete a criança para uma situação de vulnerabilidade.
            Numa situação em que as crianças não se encontram registadas, elas ficam vulneráveis à violação sexual, ao tráfico e a exploração laboral.
 
BRAVO
            O Programa BRAVO, ou simplesmente Birth Registration for All Versus Oblivion, o mesmo que “registo à nascença de todos contra o esquecimento”, prevê a promoção de acções de registo de crianças em todo o país.
            A iniciativa, segundo a ministra, vai garantir o registo civil de crianças, considerando que cerca de 50 por cento das crianças que nascem em todo o país não possuem registo.
            O Programa Bravo visa satisfazer o direito ao registo civil logo à nascença, um direito constitucionalmente consagrado.
            Com base no projecto, um sistema de inscrição no registo civil, acções de sensibilização de pais e filhos sobre a necessidade dos registos e a pertinência com o sector dos registos e notariado irão acontecer nos próximos tempos em várias partes do território nacional.
            No âmbito do memorando, é responsabilidade do Ministério da Justiça disponibilizar à Comunidade de Sant’Egidio a colaboração necessária a nível nacional, provincial e distrital para a realização das suas actividades.
            Para a ministra Benvinda Levi, o memorando vai impulsionar os esforços do governo no que se refere ao registo de todos os cidadãos no país, atingindo os pontos mais recônditos.
            É nestes locais onde, por vários motivos, os serviços públicos de registo de nascimento chegam com algumas dificuldades.
            Levi salientou que o registo civil permite ao cidadão ter acesso aos seus direitos e serviços do Estado.
            Por seu turno, Andrea Riccardi, da Comunidade de Sant’Egidio, anotou que a cooperação entre as duas instituições é importante para a garantia dos direitos humanos.
            As pessoas que não estão registadas não podem beneficiar dos seus direitos básicos tais como o acesso a serviços de educação, saúde, casamento, voto, entre outros.
            De acordo com dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o número de crianças não registadas ao nascerem aumentos de 48 milhões em 2003 para 51 milhões em 2007 nos países em vias de desenvolvimento.
            De referir que a cooperação entre Moçambique e a Comunidade de Sant’Egidio vem desde a década oitenta, tendo a Sant’Egidio sido mediadora no processo de paz, cujo acordo foi assinado a 4 de Outubro de 1992.

 LEGGI ANCHE
• NEWS
8 Gennaio 2018
ROMA, ITALIA

Prosegue l'impegno per la pace in Sud Sudan

IT | NL
5 Gennaio 2018
CONAKRY, GUINEA

Il ministro degli Esteri Alfano visita il centro Dream di Conakry "Qui i sogni si trasformano in realtà"

IT | DE | PT
22 Dicembre 2017
NAKURU, KENYA

In certe parti del mondo, l'acqua è il più bel regalo di Natale: una cisterna per le detenute di Nakuru in Kenya

IT | ES | DE | FR | PT | CA | NL
19 Dicembre 2017
ADDIS ABEBA, ETIOPIA

Una delegazione di Sant'Egidio ad Addis Abeba incontra il Presidente della Commissione dell'Unione Africana Moussa Faki

IT | DE | FR | NL
1 Dicembre 2017

​​World AIDS Day, Sant’Egidio: curare l’Africa è, oggi ancor di più, curare le sue donne

IT | DE | PT | NL | HU
30 Novembre 2017

Europa e giovani migranti, il futuro va creato in Africa. Un articolo di Andrea Riccardi sul Corriere della Sera

tutte le news
• STAMPA
24 Febbraio 2018
Avvenire

A spasso per Milano aiutando l'Africa

19 Febbraio 2018
FarodiRoma

I 50 anni di Sant’Egidio. Intervista a Chiara Turrini, impegnata in Mozambico

10 Febbraio 2018
SIR

50° Sant’Egidio: Gentiloni (presidente del Consiglio), “dalla condizione dei più deboli si misura il benessere autentico di una società”

24 Gennaio 2018
Avvenire

Sviluppo. Alfano: «La Cooperazione è tornata al centro dell'agenda politica»

19 Gennaio 2018
Famiglia Cristiana

Europa e Africa, un destino comune

8 Gennaio 2018
OnuItalia

Alfano chiude missione in Africa al centro ‘Dream’ di Conakry (sant’Egidio)

tutta la rassegna stampa
• NO PENA DI MORTE
31 Ottobre 2014

Inaugurata a Bukavu la campagna "Città per la vita"

12 Ottobre 2014
All Africa

Africa: How the Death Penalty Is Slowly Weakening Its Grip On Africa

20 Settembre 2014
AFP

In Ciad rischio criminalizzazione gay, ma abolizione pena morte

20 Settembre 2014

Ciad: il nuovo codice penale prevede l'abolizione della pena di morte

vai a no pena di morte
• DOCUMENTI

''Entente de Sant'Egidio'': Accordo politico per la pace nella Repubblica Centrafricana

Burkina Faso - La Paix est l'avenir: Rencontre des religions pour la paix

Comunicato stampa contro i linciaggi in Mali

The Goal of a DREAM

Dichiarazione dell'Unione Africana sul Patto Repubblicano firmato a Bangui

tutti i documenti
• LIBRI
tutti i libri

FOTO

168 visite

193 visite

181 visite

166 visite

187 visite
tutta i media correlati